Mercado de frango espera ganhar consumidor

16/10/2014

Os produtores de frango ainda esperam a migração dos consumidores das proteínas mais caras, como a carne bovina, para a de aves, de menor valor, conforme sugerido por um técnico do governo. 

Por ora, a oferta de carne de frango e a procura ainda estão equilibradas, o que tem mantido o preço do quilo da ave viva em R$ 2,80 nas granjas paulistas, segundo Heloísa Xavier, da JOX Assessoria Agropecuária

Mais leve, a carne de frango realmente poderá ser uma saída neste período de calor. Além disso, o preço menor é mais atraente que o de outras proteínas, segundo Heloísa

O preço do frango, assim como o das carnes bovina e suína, também teve elevação nas últimas semanas. Essa alta ocorreu devido ao efeito virada do mês, quando ocorre o pagamento de salários. 

A analista diz, no entanto, que é difícil uma avaliação do comportamento dos preços do frango nas próximas semanas. Uma migração dos consumidores de proteínas para o frango poderia dar mais sustentação aos preços da ave, mas o cenário está "meio estranho". 

Renda, eleições e dívidas de parte dos consumidores deixam o mercado estabilizado. Não há uma consistência da demanda que permita apostar em nova alta de preços, avalia. 

Essa recuperação dos preços passaria por uma redução de estoques. Mas muitas empresas necessitam elevar vendas para cobrir custos nas duas últimas semanas do mês. Com isso, algumas poderiam optar por manter os preços; outras, reduzi-los. 

A possibilidade dessa migração existe porque a arroba de boi está sendo negociada a R$ 133 no mercado paulista, enquanto a de suínos está em até R$ 95. 

Fonte: Folha de S. Paulo.


Compartilhe